Tesla é multada por reduzir autonomia de seus carros

A Tesla foi multada na Noruega por conta de um problema inusitado. De acordo com as autoridades do país nórdico, a fabricante americana reduzia a capacidade da bateria dos modelos pela internet. Com a condenação, a empresa terá que desembolsar US$ 480 mil (cerca de R$ 2,5 milhões), montante que será dividido entre 30 motoristas que se sentiram lesados pela companhia.

Tesla é multada na Noruega

Esse problema foi detectado no Model S, um dos modelos mais populares da Tesla. De acordo com o jornal norueguês Nettavisen, uma atualização de software lançada pela marca em 2019 passou a afetar a velocidade de carregamento de alguns veículos feitos entre 2013 e 2015.

Com essa mudança, houve uma perda de autonomia em alguns modelos, que foi o que gerou a reclamação dos proprietários. Segundo a Tesla, essa atualização foi feita com o intuito de proteger o conjunto de baterias e prolongar a vida útil dos carros. No entanto, nada disso foi comunicado previamente aos donos dos modelos.

Essa situação é similar a algo que a Apple fez há alguns anos com as versões mais antigas do iPhone, que passavam a ter a capacidade de carga reduzida após atualizações. Até mesmo a justificativa para a ação foi semelhante.

Outros países

Além da Noruega, a Tesla pode ter problemas em outros mercados. Diversos proprietários fizeram uma ação coletiva nos Estados Unidos e a tendência é que outros atos semelhantes sejam feitos em outros países.

Leo Alves
Leo AlvesJornalista formado na Universidade Metodista de São Paulo e participante do curso livre de Jornalismo Automotivo da Faculdade Cásper Líbero, sou apaixonado por carros desde que me conheço por gente. Já escrevi sobre tecnologia, turismo e futebol, mas o meu coração é impulsionado por motores e quatro rodas (embora goste muito de aviação também). Já estive na mesma sala que Lewis Hamilton, conversei com Rubens Barrichello e entrevistei Christian Fittipaldi.
ASSISTA AGORA
Veja mais ›
777 slots - Tesla é multada em mais de R$ 2 mi por problema grave